Comportamento Gastronomia

Amigos do coração: Alimentos são aliados no combate a doenças cardiovasculares

Simplesmente o coração é o músculo que mais trabalha em nosso organismo, e, definitivamente ele não para, ou melhor, não deveria parar nunca! Ele é responsável por bombear sangue por todo o corpo, levando oxigênio e nutrientes para todas as células do nosso organismo. Mantê-lo saudável, portanto, é uma questão de honra! E quando se fala em alimentação saudável, não é apenas aquele discurso para se ter uma boa aparência física, aquele corpo tão desejado ou a pele mais viçosa não! Sua alimentação interfere, e muito, na saúde do coração!

E a cardiologista, Dra. Nicolle Queiroz, médica no hospital São Camilo, membro do corpo clinico do Hospital Albert Einstein e do Hospital São Luiz, indica os 15 principais alimentos que não podem faltar no cardápio de quem quer ter um coração forte e uma longevidade saudável.

A alimentação adequada comprovadamente reduz o risco cardiovascular e auxilia no controle dos fatores de risco. “Estudos demonstraram que as doenças do coração podem ser reduzidas em 30% com pequenas mudanças de hábitos. Uma delas é agir de forma preventiva, e a alimentação definitivamente é a principal.”, afirma Dra. Nicolle.

Alguns alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, açúcares e sal são prejudiciais à saúde do coração, podendo aumentar a incidência dos fatores de risco, como a hipertensão, a dislipidemia, a obesidade e o diabetes.

Regular o colesterol ruim, por exemplo é fundamental, e alguns alimentos são especialistas neste quesito! Devem ser consumidos diariamente, pelo menos uma vez ao dia! O consumo diário destes alimentos pode ajudar a reduzir em até 80% o risco de doenças cardíacas.

Papel e caneta na mão! A hora de mudar, ou acrescentar alimentos ao seu cardápio é agora! Você verá que existem alimentos que ajudam a manter a saúde cardíaca além de melhorar todo o seu metabolismo.

1.      Peixe com ômega 3: Sardinha, salmão e atum têm alto teor de ômega 3, tipo de gordura que tem sido relacionada com o controle da pressão arterial, dos triglicérides, do colesterol, da glicose e do peso.

2.      Tomate: Pesquisas sugerem que um único Tomate pode fornecer cerca de 40% do requerimento diário de Vitamina C e também contém vitamina A, potássio e ferro que é essencial para manter a saúde sanguínea normal. Por causa da vitamina B e do potássio ele é eficaz na redução dos níveis de colesterol e de redução da pressão arterial. Além disso, estudos mostram que o licopeno (encontrado nos tomates) pode ajudar a restaurar o equilíbrio bioquímico em diabéticos.

3.      Aveia: Contém a beta glucana, fibra que ajuda a reduzir o colesterol e também a controlar a glicose (açúcar no sangue). A quantidade necessária de aveia é de 3 colheres de sopa ao dia.

4.      Alho: Rico em alicina, uma substância que ajuda a diminuir o colesterol alto, reduzir a pressão arterial e prevenir trombose e doenças cardíacas.

5.      Pimentão Vermelho: Rico em vitamina C, vitamina E, vitamina B6 e magnésio, nutrientes que funcionam como antioxidantes e que previnem problemas como anemia.

6.      Cebola: Assim como o alho, a cebola é rica em alicina, substância que ajuda a prevenir problema cardiovasculares, câncer e pressão alta.

7.      Brócolis: Vegetal rico em vitamina C, cálcio, fósforo, potássio e proteína, além de conter a substância sulforafano, que previne o câncer, diminui a pressão alta, melhora o sistema imune e protege o coração.

8.      Beterraba: Rica em fibra, vitamina C, potássio, magnésio e folato, nutrientes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, combater a inflamação e reduzir a pressão arterial. No entanto, quando cozida, a beterraba perde parte desse nutrientes, e por isso o melhor é consumi-la crua, ralada em saladas ou adicionada em sucos naturais.

9.      Chocolate meio amargo: Ajuda a normalizar a pressão sanguínea, combate os processos inflamatórios e a formação de coágulos.

10.   Azeite de oliva Extra Virgem: Apenas algumas colheres de sopa deste azeite por dia reduzem o colesterol ruim e o açúcar no sangue.

11.   Vinho Tinto: Ajuda a eliminar o acúmulo do gordura nos vasos sanguíneos, as toxinas e reduz o peso corporal.

12.   Abacate: reduz o nível do colesterol ruim no sangue e ajuda a limpar as artérias. Rico em gorduras saudáveis.

13.   Frutas secas: Contém fibras de proteína saudáveis para o coração, ajudam a reduzir o nível de colesterol ruim do sangue.

14.   Chá verde: Uma xícara deste chá ao dia combate a formação de placas de colesterol nos vasos sanguíneos.

15.   Soja: Ajuda a reduzir o colesterol total e o LDL. Além disso, tem trabalhos que mostram que também ajuda nos controles do peso, pressão arterial e da glicose, aliviando também os sintomas da menopausa em mulheres.

Modo de preparo

A forma de preparo também é importante! Alguns alimentos ao serem cozidos perdem os nutrientes e o fator “proteção”, portanto fique atento, prefira cozer as verduras e legumes no vapor. Não aqueça o azeite em altas temperaturas, pois ele também perde suas propriedades benéficas. Ele perderá as propriedades antioxidantes se você o aquecer por longos períodos e em temperaturas superiores a 180ºC. Esquentá-lo em baixas temperaturas não traz qualquer prejuízo à saúde. Atenção!

O tomate pode ser consumido cru ou cozido, aos fazer molhos, por exemplo, que não perde as suas propriedades. No entanto, o pimentão vermelho, quando cozido, frito ou assado por um longo tempo, sua vitamina C e seu poder antioxidante. Por isso, deve-se consumi-lo cru ou usá-lo em refogados rápidos, sem deixar a temperatura do alimento ficar muito elevada. Já a beterraba cozida perde parte dos nutrientes, e por isso o melhor é consumi-la crua, ralada em saladas ou adicionada em sucos naturais.

Dra. Nicolle: Médica pela Universidade de Mogi das Cruzes. Cardiologista pela Santa Casa de São Paulo, Título de especialista em cardiologia pela SBC/AMB. Aprimoramento em cardiologia do Esporte pelo instituto Dante pazzanese/Idpc. Aprimoramento em clínica médica pelo hospital IGESP/IBEPEGE. Cardiologista no Hospital São Camilo. Membro do corpo clínico do hospital Albert Einstein e Hospital São Luiz. Treinadora de corações ansiosos por transformações e mudanças de vida, Dra. Coração!

Adicionar comentário

Clique aqui e comente