Séries, cinema e TV

NA TELONA: “Alma Imoral” continua nos cinemas

No dia 8 de agosto, Alma Imoral chegou aos cinemas. Depois de vender 300 mil cópias em diversos países e inspirar a peça de teatro vista por 500 mil espectadores, o livro do Rabino Nilton Bonder está nas telas em versão de documentário. Com direção de Silvio Tendler, Bonder apresenta a história de personagens que recorreram à transgressão como única possibilidade de fazer o que era correto. Entre os temas abordados estão adultério, ateísmo, homossexualidade, traição, rompimento e inovação na política, religião, arte e ciência. No filme, entrevistas são intercaladas com coreografias da Cia. de Danças Debora Colker. A narração é de Bel Kutner, Júlia Lemmertz, Letícia Sabatella, Mateus Solano e Osmar Prado.

Personagem condutor do filme, Bonder parte numa jornada na busca da Alma Imoral pelo Brasil, EUA e Israel, entrevistando destacados transgressores do pensamento e da atualidade em sua própria “tribo”. Entre os personagens estão Frans Krajcberg, Michael Lerner, Rebbeca Goldstein, Etgar Keret, Uri Avneri, Reb Zalman Schachter, Rabino Steven Greenberg, Noam Chomsky, irmãos Rosenberg etc. O filme mostra também passagens e mitos bíblicos que revelam a arte de transitar no território da interdição e da transgressão, trazendo uma nova reflexão sobre o que é lícito e apropriado, sobre o tabu e sua quebra. Como no sucesso da obra teatral, o filme é um projeto instigador, poético e filosófico, que trata o particular como modelo para o universal.

A transgressão é o elemento capaz de renovar a vida, de impulsioná-la a um novo horizonte de possibilidades. Essa transgressão está localizada na alma“, explica Bonder. A Alma Imoral é um dos maiores sucessos editoriais e de teatro no Brasil. O livro vendeu 300 mil cópias, sendo traduzido para o inglês, espanhol, italiano e hebraico. A peça, estreada por Clarice Niskier, em 2006, está há 13 anos ininterruptos em cartaz e já foi vista por 500 mil espectadores. Fora do país, o espetáculo foi sucesso também na França, Itália e Argentina.

O filme é distribuído pela Elo Company. Sabrina Nudeliman Wagon, CEO da empresa, afirma: Sempre fui grande fã do Rabino Bonder, li todos seus livros e assisti diversos debates. O filme trata de questões contemporâneas de forma sensível e inteligente. Tivemos grande sucesso de vendas internacionais do filme ‘Querido Embaixador’ de temática judaica o ano passado e vejo ‘Alma Imoral’ com o mesmo potencial“.

 

Estreias do dia 26 de Setembro 

# Ad Astra – Rumo às Estrelas : Roy McBride (Brad Pitt) é um engenheiro espacial que decide empreender a maior jornada de sua vida: viajar para o espaço, cruzar a galáxia e tentar descobrir o que aconteceu com seu pai, um astronauta que se perdeu há vinte anos no caminho para Netuno.

 

# Hebe – A estrela do Brasil : Hebe Camargo (Andréa Beltrão) se consagrou como uma das apresentadoras mais emblemáticas da televisão brasileira. Sua carreira passou por diversas mudanças ao longo dos anos, mas foi durante a década de 80, no período de transição da ditadura para a democracia, que Hebe, ao 60 anos, tomou uma decisão importante. A apresentadora passou a controlar a própria carreira e, independentemente das críticas machistas, do marido ciumento e dos chefes poderosos, se revelou para o público como uma mulher extraordinária, capaz de superar qualquer crise pessoal ou profissional.

 

# A Melhor Juventude : A saga de uma família italiana desde o fim dos anos 60 até o início dos anos 2000. Os irmãos Nicola (Luigi Lo Cascio) e Matteo Carati (Alessio Boni) dividem os mesmos sonhos, esperanças, leituras e amizades até o dia em que conhecem Giorgia (Jasmine Trinca), uma garota com distúrbios psíquicos. Nicola começa a militar no movimento estudantil e, mais tarde, se torna um psiquiatra, enquanto Matteo abandona os estudos e entra na polícia. O percurso dos dois e do resto da família é apresentado paralelamente a acontecimentos importantes da história recente da Itália: a inundação de Florença, a luta contra a máfia e os grandes jogos de futebol da seleção nacional.

 

# Abominável : Yi (Chloe Bennet) é uma adolescente que, certo dia, descobre que um yeti está no telhado do prédio em que ela mora, em Xangai. A partir disso, ela e seus colegas passam a chamar a criatura mística de “Everest” e, ao criarem laços com o animal, decidem levá-lo até sua família, que está no topo do planeta. Porém, os três amigos terão que conseguir despistar o ganancioso Burnish (Eddie Izzard) e a zoóloga Dra. Zara (Sarah Paulson), que querem pegar o yeti a qualquer custo.

 

# Ambiente Familiar : Alex, Fagner e Diógenes são três amigos que formam um laço familiar independente de ligação sanguínea. Se mudando juntos para uma casa, o trio de rapazes dão apoio emocional uns aos outros na tentativa de, através de sua união, superar traumas vividos no passado e seguir em frente na vida adulta.

 

# Caminhos Magnétykos : Raymond (Dominique Pinon) é um francês na casa dos 60 anos de idade que vive em Portugal com sua esposa e sua filha, Catarina (Alba Baptista), uma jovem de 21 anos de idade que está às vespéras de se casar com um homem rico. Quando Raymond começa a se arrepender de concordar com o casamento apenas com o aspecto financeiro em mente, ele acaba se envolvendo em uma noite de pesadelos e revoltas pessoais.

 

# Carta Para Além dos Muros:  A trajetória histórica do vírus HIV e da AIDS no imaginário brasileiro, desde a epidemia que tomou o mundo e deixou milhares de vítimas nas décadas de 1980 e 1990, até os dias atuais. Através de entrevistas com médicos, pessoas que vivem com o vírus, ministros, personalidades e representantes de movimentos conscientizadores sobre a epidemia, o diretor André Canto propõe uma reflexão sobre a evolução dos tratamentos e os desafios e estigmas ainda enfrentados por portadores de HIV.

 

# Filhas do Sol: Bahar (Golshifteh Farahani) é a comandante das Filhas do Sol, um batalhão composto apenas por mulheres curdas que atua ofensivamente na guerra do país. Ela e as suas soldadas estão prestes a entrar na cidade de Gordyene, local onde Bahar foi capturada uma vez no passado. Mathilde (Emmanuelle Bercot) é uma jornalista francesa que está acompanhando o batalhão durante o ataque. O encontro entre as duas mulheres, dentro do cenário caótico que as cercam, irá mudar a vida de ambas permanentemente.

 

# Foro Íntimo: Mesmo não tendo cometido nenhum crime, um importante juiz criminal se vê preso. Isso porque, devido ao seu trabalho de risco, ele está sendo severamente ameaçado de morte. Para se proteger, ele precisará viver sob um forte esquema de segurança, e passar seus dias trancado no gabinete onde trabalha, no Fórum de Justiça, longe de todos os seus familiares.

 

# Meu Amor por Grace: 1920 era uma época de segregação e preconceito racial nas plantações de café do Havaí. Jo (Ryan Potter) é adotado por Doc (Matt Dillon), um médico novo na região. Conhecido por sua velocidade, Jo começa a trabalhar com entrega de medicamentos. Ao conhecer Grace (Olivia Ritchie), filha de um rico dono de plantação, o rapaz transcede todos os limites sociais para viver seu amor proibido.